Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2016

Lygia Fagundes Telles - o desafio continua

Lygia Fagundes Telles morreu no domingo em sua casa em São Paulo, aos 98 anos. Lygia foi a terceira mulher eleita para a Academia Brasileira de Letras (ABL). Em 1985, tornou-se imortal da Academia Brasileira de Letras e, em 2005, recebeu, pelo conjunto de suas obras, a consagração máxima para um autor da Língua Portuguesa, o Prêmio Camões. Eu sou uma jogadora. Meu pai era um jogador. Ele jogava com as fichas, eu jogo com as palavras. Eu acho que nós temos de arriscar, o tempo todo, até a morte. Então, arrisco e acho válido. É uma forma de transpor o círculo de giz, a fronteira. Isto, para o escritor, é sempre uma esperança. — Lygia Fagundes Telles [1] Lygia Fagundes Telles em capa da Revista "Cadernos de Literatura Brasileira" Manifesto dos Intelectuais - 1977 Durante a ditadura militar, Lygia Fagundes Telles, junto a outros colegas, liderou a elaboração de um abaixo-assinado de mais de mil signatários contra a censura. Trata

BookCrossing

BookCrossing consiste em deixar livros em locais públicos para que sejam lidos por outras pessoas que a seguir farão o mesmo ... . A ideia é tornar o mundo uma imensa biblioteca livre. Como funciona? Ao encontrar um livro do BookCrossing entre com o n° BCID na página www.bookcrossing.com e descubra onde o livro esteve, quem leu o livro e os outros leitores saberão que o livro passou por suas mãos e está seguindo a corrente.  “Ler, Registar e Libertar” Você também pode registrar seus livros em  www.bookcrossing.com , cole e etiquete com o número de identificação  BCID  fornecidos pelo site e liberte o seu livro em um lugar público para que outras pessoas possam ler e continuar essa aventura. Faça parte dessa experiência mista de surpresa, altruísmo e gosto pela leitura!