Primeiro caderno do aluno de poesia

Oswald de Andrade
Pintura de Di Cavalcanti


Senhor
Que eu não fique nunca
Como esse velho inglês
Aí do lado
Que dorme numa cadeira
À espera de visitas que não vêm

(Oswald de Andrade)



Poema extraído do livro Primeiro caderno do aluno de poesia de Oswald de Andrade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Se Eu Fosse Eu (Clarice Lispector)

“— Vais encontrar o mundo, disse-me meu pai, à porta do Ateneu.”