22 de mar de 2017

XIII - Leve (Fernando Pessoa)




Leve, leve, muito leve,
Um vento muito leve passa,
E vai-se, sempre muito leve.
E eu não sei o que penso
Nem procuro sabê-lo


Poema de Alberto Caeiro, heterônimo de Fernando Pessoa.





Nenhum comentário :

Postar um comentário