Romance em doze linhas (Bruna Beber)

quanto falta pra gente se ver hoje
quanto falta pra gente se ver logo
quanto falta pra gente se ver todo dia
quanto falta pra gente se ver pra sempre
quanto falta pra gente se ver dia sim dia não
quanto falta pra gente se ver às vezes
quanto falta pra gente se ver cada vez menos
quanto falta pra gente não querer se ver
quanto falta pra gente não querer se ver nunca mais
quanto falta pra gente se ver e fingir que não se viu
quanto falta pra gente se ver e não se reconhecer
quanto falta pra gente se ver e nem lembrar que um dia se conheceu


Bruna Beber (foto: Reprodução Facebook)


Bruna Beber é um poetisa carioca. Publicou seu livro de estréia "a fila sem fim dos demônios descontentes" em 2006, de lá pra cá vieram Rapapés & apuposBalésRua da PadariAConheça um pouco mais sobre a escritora em sua página pessoal Avoa dinossauro ou na entrevista concedida a Fabiane Ferreira Entrevista Bruna Beber.

Nenhum comentário :

Postar um comentário