24 de fev de 2016

MULHER AO ESPELHO (Cecília Meireles)

Mulher em frente ao espelho Autor: Pablo Picasso  

Hoje, que seja esta ou aquela,
pouco me importa.
Quero apenas parecer bela,
pois, seja qual for, estou morta.

Já fui loura, já fui morena,
já fui Margarida e Beatriz,
já fui Maria e Madalena.
Só não pude ser como quis.

Que mal fez essa cor fingida
do meu cabelo, e do meu rosto,
se é tudo tinta: o mundo, a vida,
o contentamento, o desgosto?

10 de fev de 2016

O LAMENTO DAS COISAS (Augusto dos Anjos)


Adeus a Raiva — Leonid Afremov
Pintura de Leonid Afremov

Triste, a escutar, pancada por pancada,
A sucessividade dos segundos,
Ouço, em sons subterrâneos, do Orbe oriundos
O choro da Energia abandonada!

É a dor da Força desaproveitada
-- O cantochão dos dínamos profundos,
Que, podendo mover milhões de mundos,
Jazem ainda na estática do Nada!

É o soluço da forma ainda imprecisa...
Da transcendência que se não realiza...
Da luz que não chegou a ser lampejo...

E é em suma, o subconsciente aí formidando
Da Natureza que parou, chorando,
No rudimentarismo do Desejo!


Poema extraído de Eu e Outras Poesias, de Augusto dos Anjos.
Obra completa disponível para download em Eu e outras Poesias.


Leia também ...

Versos Íntimos

Psicologia de um vencido

A MÁSCARA