A ponto de partir (Ana Cristina Cesar)

A ponto de
partir, já sei
que nossos olhos
sorriam para sempre
na distância.
Parece pouco?
Chão de sal grosso, e ouro que se racha.
A ponto de partir, já sei que nossos olhos sorriem na distância.
Lentes escuríssimas sob os pilotis.




Ana Cristina Cesar





Leia outros poemas de Ana Cristina Cesar 


Tu Queres Sono: Despe-te dos Ruídos

​Contagem regressiva

Nenhum comentário :

Postar um comentário