Certas Palavras (Carlos Drummond de Andrade)

Certas palavras não podem ser ditas
em qualquer lugar e hora qualquer.
Estritamente reservadas
para companheiros de confiança,
devem ser sacralmente pronunciadas
em tom muito especial
lá onde a polícia dos adultos
não adivinha nem alcança.

Entretanto são palavras simples:
definem
partes do corpo, movimentos, atos
do viver que só os grandes se permitem
e a nós é defendido por sentença
dos séculos.

E tudo é proibido. Então, falamos.



Drummond


Veja também outros poemas de Drummond ...

Procura da poesia

Consolo na praia

Resíduo

Congresso internacional do medo

O ano passado

Nenhum comentário :

Postar um comentário